quarta-feira, 2 de maio de 2012

Fora da Lei

Segredo lacrado na poeira do porão
-Pega o carregador, que ali ainda sobrou uma tomada
-De quem era esta velharia?
-Da minha bisa-tri-qualquer-coisa-avó, a doida dizia que ia bater as botas nesta cadeira elétrica, mas a véia foi e a motoca ficou.
-Caralho Lucinha,  é das carburadas, ano 97, século XX, meu tataravó teve uma, mas era da S
-Heringer,  para de se gabar e ajuda
-Tá bão, fala pro André Márcio chamar o cara
-Dézinho liga lá, cê acha que esta coisa anda como?
-Tudo eu... Dezinho concerta, Dezinho faz andar...
-Já manda o cara trazer o pacote da alegria: gasolina, cigarro e café, o cabra tem tudo quanto é substância ilícita.
 
Making-off
Interior de São Paulo, sobrado detonado- reformado-detonado da família Thomaz, 02 de novembro de 2103
Diz que uma panhead jáz no sítio na beirada da antiga Capitão Barduíno,que a S foi parar em Itararé, e que o Dézinho é neto-sobrinho-segundo do Marcinho... 
 




3 comentários:

Maria Lúcia Inocêncio disse...

Adoro seu blog ,Lu.
Quem te conhece sabe que á a tua cara.
Beijos iluminados.
Maria Lúcia.

GiglioF1 disse...

Lu,

Voltei!!..Interior é bom...justo eu ,filho de Assis...
Familia e teto , tudo a ver..

Obs... havia visto que um psicopata fez um comentário parco em um post seu de ha 2 anos..Natal...

Ha 2 dias um parecido comentou meu ultimo post...

Que bom e triste é este bendito anonimato dos novos(...não tão novos) tempos de internet!!!

bjs do Giglio

fabiO fabbriS disse...

bom, isto bom, tem talento garota... era da bisa-trisa- ou sei lá o que...