domingo, 22 de maio de 2011

Vagas

Não aprende a praxe de substituir um pelo outro, esquivou-se da obrigação de esquecer, mais fácil abrir novas vagas.
Gosto ou descuido é certo que não se trata de merecimento, e sim de algo insólito, fluído e sem sentido.
Quem teve lugar, há de permanecer por tempo indeterminado, até virar um cheirinho doce  de melancolia, fotografia em P&B,  e fuligem
Feito mancha de óleo que não saem nem com gasolina nem com água raz.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Ralado

Coração bandoleiro ralado de asfalto, feito à milanesa na brita.
Mais teimoso que mula empacadeira, acelerado na encrenca
Tempestade, ventão lateral, frio, canseira.
Pressão que ferve a gasolina nas veias, sem guarida, lambe o acostamento em curva mal feita
Volta pra pista, ignora os retrovisores, enrola o cabo outra vez.

Making-off

Corre nas veias gasolina, não molho rosê.
Vai ralando e sai faísca ...

terça-feira, 3 de maio de 2011

Inveja

Tanta intimidade ao tocar no cabelo dela
Brincou inocente com seus lábios, futricou suas orelhas, mas deixou os brincos
Danado, espiou decote adentro
O jeito dele ao fitar a moça, me fez perder concentração, dor de cotovelo, inveja de moer.
Era puro amor
Peguei meu capacete e saí de fininho


Making-off

Fila de banco, mãe com o filhote no colo - puro AMOR - mesmo.