terça-feira, 3 de maio de 2011

Preguiça

Tarde gelada, chuva fina
Carcaças encaixadas, bagunça de pernas em estado de permissividade absoluta
Pé quentinho, conchinha, beijo bom.
Lençol vermelho from hell, vadiagem na cama.
Malícia indolente, cintura, chocolate, Jack Daniel's, controle remoto.
Cheiro de café, janela fechada faz que é noite, engana o dia.


Making-Off
Sequência lógica do pecado: Vaidade - Luxúria - Gula- Preguiça

Bang Bang ( My baby Shot me donw) Nacy Sinatra - Trilha sonora da preguiça emprestada dos filmes do Tarantino

Inveja

Tanta intimidade ao tocar no cabelo dela
Brincou inocente com seus lábios, futricou suas orelhas, mas deixou os brincos
Danado, espiou decote adentro
O jeito dele ao fitar a moça, me fez perder concentração, dor de cotovelo, inveja de moer.
Era puro amor
Peguei meu capacete e saí de fininho


Making-off

Fila de banco, mãe com o filhote no colo - puro AMOR - mesmo.

Vaidade

Viu-se no espelho, quis fazer algumas mudanças na lataria
Uns peitões para valorizar o produto.
Pintura personalizada, uns beiços à lá Jolie, olhos mais clarinhos e pele de fotoshop.
Talvez mais alta - Risos, só nascendo de novo...
Marcou uma sessão com o tatuador, lancou mão de artefatos causadores de engano - Rimel , gloss, saltão, calça de couro justinha, corpete,
sutiã de almofadinha (engana- trouxa)
Uma dose de ousadia, duas de irreverência, partida no Harlão e rua para um rolê cowboy.

Making-off
Vaidade sempre de braço dado com a Luxúria, uma não existe sem o outra