segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Cuecas ao mar

Depois da mexican food, rolou uma volta nas traquitanas, algumas cervejas e Rock & Roll , finda a balada na vila a rabo-duro puxou o trem.

Ainda na madrugada, decidiu-se pela farra na praia

Uma a uma foram-se as bermudas ao chão e as cuecas ao mar, quem não estava de cueca foi de calcinha mesmo.
Um cara comportado nadou pelado, digo, de óculos, alegou falta de cuecas na bagagem.
Já outro mais extrovertido correu peladão sob o luar.

Um bonitão - também em trajes sumários ousaria invadir a balada tecneira, por uma onçinha - Dó, quem pagaria pra ver, e tiraria o cara da jaula depois, largou a carteira na moto.

Making-off
FVMC- Fuleragem sem miséria nas praias da Ilhabela.