segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Dia dos Vivos

Recuso-me comparecer ao cemitério para visitar o pessoal que bateu as botas.

Não é por falta de quem lembrar no Dia dos Mortos.

Saudades encardidas estão sobrando

Ser defunto por aqui deve ser chato, no México parece legal - festa, comilanças, tequila, música e caveiras coloridas...

Que tal um Dia dos Vivos e rebecer umas visitas do Além?
Quem tem medo de assombração que se lasque !

Making-off

Aproveito para interargir novamente com o Amigo Severo

http://www.rsevero.com/think/?p=7#comments

Abotoar o paléto de madeira ( para o alfaiate)
Virar estrelinha ( para pilotos e astronautas)
Comer capim pela raiz ( para chefe de cozinha)
Bater as botas ( para vaqueiros)
Dobrar o cabo da boa esperança ( para marinheiros )
Está no bico do corvo ( não sei pra quem )
Ir pro céu , ou hell ( para quem merece)
Desencarnar ( para açouqueiro?)
Falecer ( para educados e finos)
Morreu ( para quem não conhecemos)
Se foi ( para todo mundo)
Fechou os olhos ( para dorminhoco)
Não está mais entre nós ( para fugitvos)
Fazer a passagem ( para cobrador?)

Lembram de mais alguma?